Example blog post alt

 

Nossa história

Desde 2000, o Instituto Fernand Braudel de Economia Mundial realiza encontros com grupos de alunos de escolas da rede pública para ler, discutir e produzir textos a partir de obras clássicas da literatura brasileira e universal.

A origem dos Círculos de Leitura remonta a uma pesquisa de campo realizada pelo Instituto Fernand Braudel nas escolas públicas da periferia da Grande São Paulo, na década de 1990. Além de detectar a ausência da prática da leitura, debate e reflexão na sala de aula, a pesquisa constatou que, em grande medida, os altos níveis de violência estavam associados à falta de perspectiva dos jovens.

O primeiro grupo dos Círculos de Leitura aconteceu na Escola Municipal de Conforja, em Diadema, cidade que então apresentava os maiores índices de violência do estado de São Paulo. Em 2002, o projeto já havia beneficiado cerca de 400 alunos de escolas públicas de Diadema e do município vizinho de São Bernardo do Campo. Em 2003, através de uma parceria com a Diretoria Regional de Ensino de São Bernardo do Campo, os Círculos de Leitura atuaram junto a seis escolas estaduais, localizadas em áreas de periferia com altos índices de violência.

Desde então, o projeto vem ampliando sua parceria com mais escolas da rede pública dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Pernambuco, Minas Gerais e Ceará, tendo beneficiando cerca de 50 mil alunos.

 

Nossa proposta

O Projeto Círculos de Leitura busca apoiar o jovem no desenvolvimento de sua identidade, cidadania e relacionamento com a comunidade. A leitura e debate em grupo criam um espaço para adolescentes que querem compartilhar experiências e ampliar o universo de conhecimento através das palavras e do vínculo com o outro.

Objetivos

  • Reforçar a formação do caráter de alunos de escolas públicas a partir da identificação com os clássicos da literatura mundial, preparando tais jovens para o convívio em sociedade pautado por valores éticos e morais;
  • Formar jovens lideranças capazes de multiplicar seu conhecimento e capacidade de reflexão junto aos colegas e à comunidade;
  • Promover o hábito da leitura e desenvolver o gosto pela literatura clássica não apenas como atividade intelectual, mas também como produção cultural e artística;
  • Desenvolver competências cognitivas, tais como a análise, interpretação e associação, capacidades indispensáveis à formação de leitores críticos;
  • Ampliar o acesso do jovem de baixa renda a recursos culturais dentro e fora de seu bairro, expandindo seu repertório;
  • Sistematizar e difundir novas estratégias e recursos educacionais para o aprendizado;
  • Apoiar a formação de jovens e adultos que promovam a prática da leitura, reflexão e debate em suas comunidades;
  • Apoiar a formação de jovens e adultos que promovam a construção, o acesso e o uso comunitário da biblioteca escolar.

 

Como trabalhamos

Pequenos grupos em círculo
Os grupos são compostos por, no máximo, 15 integrantes. Os encontros têm em média uma hora de duração e o espaço é organizado com as cadeiras dispostas em círculo, para que todos possam se ver. As obras são lidas ao longo de vários encontros semanais, a fim de que os temas sejam trabalhados de maneira profunda.

Multiplicadores
Durante a prática dos Círculos de Leitura, emergem os “multiplicadores” – jovens que se destacam pelo talento, dedicação e potencial de liderança. No método desenvolvido pela fundadora, a psicanalista Catalina Pagés, cabe ao multiplicador conduzir os Círculos de Leitura.

Leitura em voz alta
Como uma música, a sonoridade e o ritmo das palavras nos envolvem, deixando aflorar a sensibilidade. Esse primeiro contato com o texto desperta uma forma afetiva de conhecimento, em que as palavras se fazem corpo e imaginação ao mesmo tempo. Por essa razão, a leitura em voz alta é fundamental no desenvolvimento do método.

O diálogo e a reflexão em grupo
Trabalhamos com obras literárias que trazem temas universais, com os quais os jovens podem se identificar, ampliando seu repertório cultural e relacionando suas experiências com textos que sobrevivem ao tempo, pois os clássicos são atemporais. Os participantes são mobilizados pela história dos personagens, estabelecendo uma relação de identificação, oposição ou complementariedade.

Escrita
A escrita constitui parte importante da metodologia: é nesse momento que os participantes se apropriam individualmente do conhecimento coletivo que alcançaram no grupo. Esses escritos são utilizados para acompanhar o progresso de cada participante e do grupo.

Repertório
O repertório dos Círculos de Leitura atende à necessidade dos jovens de entrar em contato com as obras universais que representam o conhecimento humano, acumulado ao longo do tempo, obras que traduzem os valores mais elevados do espírito humano. Os livros são trabalhados sistematicamente e dentro de uma determinada sequência– um tema encaminha para outro e assim tecemos uma rede de significados compartilhados. Para aprofundar os temas dos livros, trabalhamos com poesias e contos de diversos autores.

Conheça alguns dos contos que trabalhamos clicando aqui. Confira, abaixo, alguns dos livros que fazem parte do nosso repertório:

Fernão Capelo Gaivota – Richard Bach
A comédia humana – William Saroyan
O pequeno príncipe – Antoine de Saint-Exupéry
Kouros – Níkos Kazantzákis
Noites Brancas – Dostoievski
Dom Casmurro – Machado de Assis
Otelo – William Shakespeare
As aventuras de Huckleberry Finn – Mark Twain
Romeu e Julieta – Shakespeare
Primeiras estórias – Guimarães Rosa
O conto da ilha desconhecida – José Saramago
Guerra e paz – Leon Tolstói
Os irmãos Karamazov – Dostoiévski
A Odisseia - Homero

Formação continuada de multiplicadores e a Casinha
Para atualização e aprofundamento dos temas trabalhados nas obras de nosso repertório, dispomos de um espaço especial carinhosamente chamado de “Casinha”. Pensada e construída para ser um ambiente aconchegante e propício à leitura e à reflexão, a Casinha recebe, regularmente, alunos, professores e diretores das escolas nas quais desenvolvemos os Círculos de Leitura, para uma rica troca de experiências e aprendizados.

Caso queira nos visitar e conhecer o trabalho dos círculos de leitura na Casinha, entre em contato conosco aqui.

Atividades complementares
Com o objetivo de promover a socialização entre os diversos grupos da escola e ampliar o alcance do programa, incentivamos atividades complementares que envolvam toda a escola. Dentre elas, destacamos a leitura dramática, o intervalo cultural e visitas a espaços culturais diversos.